Antes de iniciar sua jornada empreendedora, faça a si mesmo estas 10 perguntas

Opiniões expressas por Empreendedor os contribuintes são deles.

As gerações mais jovens estão cada vez mais procurando significado em seu trabalho. Além de uma grande saída promissora no fim do caminho, o empreendedorismo atrai jovens talentos em busca de sentido e realização. Esses jovens líderes querem se tornar independentes, mas também têm um impacto positivo na sociedade. Embora tenham uma visão e um objetivo de inovação e mudança, iniciar um negócio não é um passeio no parque. É preciso muita preparação. Tente responder as 10 perguntas abaixo antes de iniciar sua aventura empreendedora:

1. Por que você quer começar seu próprio negócio?

O empreendedorismo é supervalorizado e distorcido nas mídias sociais. Na realidade, trata-se de construir um negócio que resolva um problema para um consumidor. Não se trata de dirigir carros bonitos ou postar fotos legais nas redes sociais. De fato, o empreendedorismo real parece bastante contrário ao que vemos nas mídias sociais.

Precisamos de um certo nível de sorte, genética e um ambiente ao nosso redor para ser um empreendedor? Sim – um pouco, é claro. Mas também, qualquer pessoa pode resolver problemas em qualquer lugar do mundo. Isso é verdade para pequenos problemas, bem como para grandes problemas. A escolha vem ao decidir encontrar pessoas que tenham necessidades, desejos e problemas para os quais você possa oferecer uma solução.

É também uma escolha que cada um de nós deve fazer sobre como queremos resolver esse problema – quão obcecados estamos com essa solução e quão bem estamos dispostos a atender os clientes.

Relacionado: Como se tornar um empreendedor – por onde começar e mais

2. Qual é o problema que o afeta particularmente?

Se você quer ter um negócio viável, é importante ter uma missão clara. Dado o objetivo do seu projeto, você precisará conhecer as reais necessidades do seu território. Comece fazendo uma pesquisa de mercado para entender com o que as pessoas estão lidando diariamente e buscando soluções.

Além da solução de negócios, também vem a responsabilidade pessoal e emocional – moldando e desenvolvendo a nós mesmos para sermos capazes de lidar com o estresse e as dificuldades constantes. Significa desenvolver uma consciência pessoal para ver nossas deficiências e compensar aqueles que tomam decisões de negócios inteligentes. Significa equilibrar o planejamento e a estratégia com uma execução real e excelente.

3. O que você quer alcançar?

Descreva seu projeto ideal. Imagine seu projeto como ele pode florescer plenamente, independentemente das restrições atuais. Através deste exercício, projete-se em um ano e depois em dois ou três anos. Identifique com a maior precisão possível o que você gostaria de alcançar com a realização deste projeto. Mesmo que você esteja nos estágios iniciais da criação, é muito importante pensar na sua visão, missão e objetivos.

4. Você tem as habilidades necessárias para implementar seu projeto?

Vamos encarar, você não pode impactar o mundo com grandes valores sozinho. Ousar trilhar esse caminho significa mudar seu modo de vida, às vezes radicalmente. É essencial identificar seus pontos fortes e talentos. Estas são as habilidades que você tem à sua disposição.

Em um lado de uma lista, mantenha as habilidades que você já possui. Por outro lado, revise as habilidades sociais necessárias para concluir o projeto. A partir daí, você poderá descobrir se precisa de certificações específicas, como pode adquirir essas habilidades ou até mesmo como vai treinar.

Determinar as habilidades certas também significa decidir quais habilidades você vai capitalizar e quais você vai procurar externamente (por exemplo, encontrar um parceiro, considerar parcerias com outros profissionais).

Relacionado: A primeira pergunta a se fazer se você quer ser um empreendedor, mas não sabe por onde começar

5. Quais são suas necessidades?

Para realizar seu projeto, você terá várias necessidades, como: sentir-se apoiado, ter uma rede profissional e, acima de tudo, ter o dinheiro necessário para lançar seu negócio. Depois de ter listado suas necessidades, faça um balanço do que você tem atualmente.

Depois de ter uma ideia precisa das necessidades a serem atendidas, é hora de agir ou buscar ajuda externa. Às vezes, você não consegue preenchê-los sozinho, então precisa recorrer às pessoas ao seu redor que podem fornecer uma solução.

6. Quem pode ajudá-lo?

Depois de definir suas necessidades e ter uma ideia mais clara delas, é hora de fazer um balanço de suas redes (pessoais e profissionais). Certamente você tem pessoas ao seu redor que podem ajudá-lo de uma forma ou de outra. Não demore, entre em contato com eles.

Ofereça-se para acompanhá-lo em uma reunião ou por telefone, onde você pode discutir com eles e obter feedback sobre seu projeto. O sucesso de um projeto empreendedor depende muito da qualidade da sua rede profissional. Dito isto, não se esqueça do apoio do seu círculo privado (família e amigos).

Outra forma de encontrar o suporte certo é navegar pelas ajudas, treinamentos e programas de apoio disponíveis em sua cidade ou região para empreendedores. Você pode até encontrar esses programas online. Da mesma forma, frequentar um espaço de coworking também pode ajudar a expandir sua rede profissional. Quando você inicia uma jornada empreendedora, parte do seu tempo será gasto em networking e participando de eventos.

7. Seu projeto é viável a longo prazo?

Criar um negócio é bom, mas poder viver dele é ainda melhor! É essencial questionar a viabilidade do seu projeto. Para descobrir se você pode ganhar a vida com isso e se funcionará, a única maneira é testá-lo. A primeira razão para o fracasso do negócio é a falta de necessidade do mercado, daí a importância de analisar seu mercado e testar sua ideia o mais cedo possível em seu ambiente.

8. Qual é a situação do seu mercado?

A realização de um estudo de mercado permitirá verificar se existe mercado e uma real necessidade do seu produto ou serviço. O termo “pesquisa de mercado” costuma ser assustador, mas fique tranquilo, está longe de ser insuperável, graças às ferramentas oferecidas pela tecnologia digital.

A questão crucial na pesquisa de mercado é a concorrência. Em vez de vê-lo como uma ameaça externa ao seu projeto, tente vê-lo como uma realidade e uma oportunidade. Em vez de reinventar a roda, inspire-se no que já existe no mercado e pense no que você poderia fazer diferente (por exemplo, adotar uma abordagem ou método diferente, mostrar seus talentos e experiência ou encontrar um estilo único de comunicação).

Relacionado: Então você quer começar um negócio? Qual é o seu primeiro passo?

9. Quem são seus clientes?

Quando você vende para todo mundo, você não vende para ninguém! É necessário determinar de antemão o perfil típico de seus clientes, ou seja, segmentá-los. Uma vez realizada a análise teórica do seu alvo, você terá que verificar a teoria no terreno por meio de entrevistas.

10. Como você testará sua ideia/atividade?

Muitos empreendedores esperam até que tenham a oferta perfeita antes de lançar seu negócio. Não adianta lançar um produto ou serviço que ninguém quer. Em vez de esperar que tudo fique perfeito, pense em como testar sua ideia o mais rápido possível (por exemplo, reunir uma comunidade ao seu redor, criar seu próprio conteúdo, criar uma landing page etc.). Isso permitirá que você saiba se vale a pena investir tempo, dinheiro e energia extras no projeto.

Uma incubadora de empresas também é um dispositivo muito interessante que oferece uma oportunidade segura de testar seu negócio em uma situação real. Descubra as organizações em sua cidade ou região que podem ajudá-lo a corrigir os pontos que faltam em seu projeto e crescer rapidamente.

O empreendedorismo é certamente um caminho complexo quando você não se prepara totalmente para ele. No entanto, com a ajuda de prontidão digital, networking e bom planejamento, você poderá avaliar sua ideia de negócio, criar um modelo de negócios e validar sua ideia por meio de testes.

Leave a Reply

Your email address will not be published.